Dicas sobre o Kruger Park: um dos melhores parques para safari do mundo

 
 

Com quase dois milhões de hectares, o Kruger Park abriga aproximadamente 147 espécies de mamíferos, mais de 500 espécies de pássaros, 114 de répteis, 34 anfíbios, 49 peixes e 227 de borboletas. Todos os animais vivem livres, cercados por uma fauna de arrancar suspiros. O parque possui estradas asfaltadas em boas condições.


Como funciona o Kruger Park?

São 9 portões que dão acesso ao parque, você encontra aqui as distâncias entre cada portão e Joanesburgo.  É possível realizar passeios dentro do Kruger Park através de agências de safari ou por conta própria com um carro alugado. Além disso, o local conta com bangalôs, campings, hotéis de luxo para hospedagem, restaurantes, etc.

Vale lembrar que entre esses locais para hospedagem (qualquer um), as estradas e os animais não existe qualquer barreira, ok? Afinal, o espaço é dos animais, nós estamos apenas visitando. =)


Qual a melhor época do ano para visitar Kruger Park?

Durante a estação mais seca (maio a setembro) as chances de encontrar mais animais aumenta bastante, porque a vegetação fica mais baixa. Porém, o verão também é uma época legal porque tudo fica verdinho, e o inverno dispensa comentários, né? O clima é mais agradável. :D


Quantos dias são necessários para conhecer o parque?

Estamos falando do Kruger Park, uma reserva de dois milhões de hectares em que não é permitido trafegar a mais de 50km/h, portanto, você levaria muito tempo mesmo para conhecer o parque todo. Com um bom roteiro e com o mapa do local em mãos, a dica aqui é que você passe 2 noites lá. Assim há tempo suficiente e você não ficará tão cansado.


Qual a melhor hora do dia para fazer o safari?

O ideal é que você “procure” os animais durante o dia todo, mas bem cedinho e à noite são os horários em que eles mais são vistos. Também vale procurar pelos lagos ao meio dia, normalmente o calor é grande nesse momento e muitos se refrescam nas águas.


Há alguma restrição de vestimenta?

É recomendado que o visitante vá com roupas neutras, assim não chamará atenção desnecessária dos animais, além de calças e blusas de manga compridas (lembre-se: você estará no meio de uma das maiores reservas ambientais do mundo, e existem muitos mosquitos por lá).

Também indicamos sapatos resistentes, bonés, chapéus e binóculos.


E a malária?

Nesse caso, a dica é prevenir-se. Consulte seu médico antes de viajar e verifique quais remédios você precisa levar para essa aventura, se é indicado tomar algo antes da viagem, etc. Leve sempre repelentes fortes e que ajam contra os mosquitos que transmitem a doença.


Uma coisa é certa: não há como não se surpreender com a paisagem incrível do Kruger Park e com a quantidade de vida que habita ali, mesmo que você não veja o animal esperado, com certeza ficará cara a cara com outros tantos que nem sabia que existiam.

Gostou do artigo? Você pode usar os botões abaixo para compartilhá-lo com seus amigos nas redes sociais, e se tiver mais alguma dica importante para um safari no Kruger Park, conta pra gente nos comentários. :D

Compartilhe